O Instituto Kaplan oferece palestras sobre diversos temas em sexualidade humana para escolas, empresas e outras instituições. Com duração de 2:00, a palestra é uma excelente forma de sensibilização sobre um determinado tema, ideal para grandes grupos ou para abertura de oficinas, workshops e outros trabalhos mais extensos. Nossas palestras são ministradas de forma dinâmica, com a intensa participação do público.

Prevenção de Gravidez em tempos de Zika Vírus

Escolas em Ação

Quantas alunas (os) foram mal na escola, pensando no risco de gravidez que correram? Inúmeras (os). Exatamente, não sabemos. O que sabemos é que, aproximadamente, 550.000 é o número de bebês que nascem por ano no Brasil, filhos de mães adolescentes. Muitos, não?!

E você sabe o que acontece com a vida escolar dessas mães?

O UNICEF identificou que 25% das garotas que engravidam e estão na escola, abandonam os estudos. Só por isso, todas escolas deveriam realizar o trabalho de prevenção de gravidez.  Mas agora existe mais um motivo: o ZIKA VÍRUS e o risco de bebês nascerem com MICROCEFALIA!

Além de mãe e pai adolescentes, correr o risco de ter um filho com microcefalia. Não deixe isso acontecer com seus alunos! Cada um de nós pode fazer alguma coisa para mudar essa história, faça a sua escola fazer a parte dela: PALESTRA INTERATIVA VALE SONHAR.

A palestra interativa de prevenção de gravidez – VALE SONHAR, é realizada com material lúdico e tem uma duração de 2h, sem limite de participantes.                       

Ao final da palestra é disponibilizado para os participantes o serviço online de esclarecimento de dúvidas do Instituto Kaplan, o Sosex via email: sosex@kaplan.org.br

Entre em nosso site e veja mais informações www.kaplan.org.br clique no menu Institucional e selecione o item Palestras.

Aproveite a nossa promoção de solidariedade, somente na cidade de São Paulo!!!

Informações:

Sara Murched

11 5092-5854

vendas@kaplan.org.br

 

Entre beijos e carícias fica difícil interromper!


Falar de prevenção nos relacionamentos afetivos é uma necessidade na atualidade, associar o prazer ao uso do preservativo tem se mostrado um caminho eficaz para a redução do número de infecções pelo HIV e outras DST.

Esta palestra fala sobre o conceito de sexualidade, como ocorre à resposta sexual no homem e na mulher, a importância da prevenção à gravidez e as DST/AIDS e promove uma reflexão sobre o momento de fazer a negociação da camisinha, ressaltando que não deve ser durante o ato sexual e sim antes dele. Também são dadas dicas para desmontar os mitos que interferem no hábito do uso da camisinha.

Inclui um momento mais dinâmico de interação com os participantes em que eles conseguem perceber como é fácil a transmissão das DST/AIDS. É demonstrado, de maneira bastante lúdica, como deve ser colocada a camisinha facilitando a aprendizagem das informações transmitidas durante a palestra e a aplicação em suas vivências do dia a dia.

Tema: prevenção de DST/Aids.

Indicada para: empresas que realizam a SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho) e para escolas e instituições (adolescentes acima de 13 anos).

 

Sexo é coisa de criança?


É difícil para o adulto aceitar que é natural a criança sentir prazer sexual. Mas, é na infância que construímos os alicerces que compõem os elementos centrais da sexualidade: a vinculação afetiva, a configuração da imagem corporal, a identidade sexual básica como homem ou mulher, a segurança e conforto como ser sexual, os medos e as preocupações... E também as sensações eróticas. A entrada na puberdade é um período de transição importante que gera nos jovens muitas curiosidades, dúvidas sobre sua normalidade e dificuldade para lidar com as transformações do corpo, cobranças sociais e expectativas com relação à sexualidade. Este “Bate Papo” visa trabalhar com o educador e/ou pais os elementos básicos da sexualidade na infância e início da adolescência, o reconhecimento do papel do professor e sua atitude na educação sexual destes jovens. Ao final desse encontro, é disponibilizado para os pais e educadores o SOSex.

Tema: educação sexual na infância.


Indicada para: pais e educadores.


 

Vale Sonhar – prevenção de gravidez na adolescência.


Para o jovem utilizar a prevenção é imprescindível a motivação. A palestra interativa promove a reflexão do jovem sobre o seu projeto de vida profissional e a percepção do impacto de uma gravidez em seu sonho. Diante de uma viagem ao futuro, o adolescente se defronta com a opção profissional e as consequências de uma gravidez não planejada. Após essa sensibilização, com um jogo de perguntas e respostas sobre práticas sexuais, o adolescente aplica seu conhecimento ao analisar qual o risco para gravidez e informamos sobre o funcionamento do aparelho reprodutivo masculino e feminino.

A metodologia utilizada na palestra une o conhecimento sobre sexualidade, reprodução e contracepção ao sonho de cada jovem como motivação para o sexo seguro. Visa sensibilizar para o desenvolvimento da responsabilidade pessoal a partir da percepção do impacto da gravidez no projeto vida. A metodologia do Vale Sonhar já é sucesso na redução do número de gravidez nas escolas de São Paulo, Alagoas e Espírito Santo, mais de 718.163 alunos experimentaram e aprovaram!

Tema: prevenção de gravidez na adolescência.

Indicada para: adolescentes acima de 13 anos.

 

 

 

Sexo é direito?


O século XX foi marcado não apenas por grandes mudanças sociais, avanços científicos e tecnológicos, como também pela propagação de novos conceitos e convicções em relação à sexualidade. Gradativamente, a sociedade deixou de ver o sexo como imoral, associado ao pecado, discutindo e questionando mitos como a ideia de culpa no sexo. Uma dúvida, porém, sempre pairou diante da pergunta: - Sexo é direito?

Uma função da espécie humana, o sexo foi engenhosamente desenvolvido pela natureza para permitir a perpetuação da humanidade. Com a evolução, a atividade sexual tornou-se fundamental à qualidade de vida, por envolver na sua prática uma imensa cadeia de processos físicos, químicos e psicoemocionais cujo resultado é o prazer.

Desde a mudança do papel da mulher, a conduta sexual pôde vivenciar dois marcos: a descoberta da pílula anticoncepcional e o conhecimento da fisiologia sexual. O sexo foi desvinculado de uma prática meramente reprodutiva e invadiu nossas casas por meio da televisão, rádio, revistas e jornais.

Acontecimentos como o movimento hippie, o fortalecimento dos grupos feministas e o movimento para libertação gay colocaram a sexualidade no foco das discussões sociais, políticas e econômicas. O tabu da virgindade, os métodos contraceptivos e o casamento eram os assuntos discutidos. Mas as mudanças não pararam aí. Em 1999, fortalecendo a importância do sexo na qualidade de vida, durante a Assembleia Geral da WAS (World Association for Sexology) no XV Congresso Mundial de Sexologia, ocorrido em Hong Kong (CHINA), foi lançada a Declaração de Direitos Sexuais, com o apoio da OMS e OPAS. Um ganho para todos nós!

Tema: direitos sexuais e reprodutivos.


Indicada para: adolescentes, educadores/profissionais de saúde e adultos.


 

Como falar de sexualidade com os filhos?

Os pais precisam chegar mais perto dos filhos e compartilhar informações sobre sexualidade para poder conhecer a realidade em que eles vivem e ao mesmo tempo orientar sobre seus valores e expectativas. Só assim vão conseguir perceber, sem tanto susto, que os costumes e os comportamentos são diferentes, como em todas as gerações. O diálogo é a melhor saída.

As pesquisas nacionais e internacionais avaliam que os adolescentes que detém mais informações sobre sexo e sexualidade têm adiado o início da vida sexual ou iniciado de maneira mais responsável, utilizando os métodos de prevenção. Observamos as mudanças sociais na educação sexual e cada vez mais os pais são chamados para contribuírem de maneira positiva para esse processo, oferecendo uma escuta de acolhimento e promovendo informações com segurança, fortalecendo as escolhas sexuais e reprodutivas de seus filhos.

Na adolescência, a sexualidade toma conta dos  pensamentos, atitudes e tempo do jovem. Isto é natural mas deixa os adulto, muitas vezes, inseguros e sem saber como lidar com seus filhos e, muito menos, ajudá-los nas suas escolhas, evitando erros que podem afetar sua vida e seu futuro profissional como as DST/Aids e gravidez na adolescência.

Para que os pais se sintam seguros para conversar com seus filhos sobre gravidez na adolescência a palestra com formato informativo abordará de maneira lúdica como se dá o desenvolvimento da sexualidade na adolescência e as situações que podem colocar os adolescentes em maior vulnerabilidade, atrelando esta realidade ao reconhecimento dos Direitos Sexuais e Reprodutivos.

Tema: sexualidade na família.

Indicada para: pais e educadores/profissionais de saúde.

Para solicitar uma proposta para sua Empresa/Escola/ONG/Instituição, enviar um e-mail para: 
vendas@kaplan.org.br ou entre em contato com
 Sara Murched
 (Setor de Vendas) no telefone
(11) 5092-5854.