Instituto Kaplan
 

 

Primeira ejaculação

A primeira ejaculação é muito esperada. Enquanto ela não acontece, os meninos não sossegam. E mais: acreditam que, quanto mais se masturbarem, mais cedo ela irá acontecer. Por isso, não é incomum o garoto passar mais tempo no banheiro do que era o seu costume. Mas, para a tristeza da maioria, masturbação não acelera o caminho natural de cada um. O menino irá ejacular no seu momento, de acordo com a sua herança genética e seu desenvolvimento físico. Por outro lado, se não se masturbar, não vai poder ver a saída do jato tão esperado e experimentar a alegria, alívio de se sentir homem – ter a capacidade de gozar e, futuramente, espera-se, engravidar uma mulher.

A função principal

Toda a mudança que o corpo sofre durante a puberdade é por uma causa muito importante: a reprodução. Por isso, neste período, o acontecimento mais importante para a menina, é a menstruação, significando que ela começou a ovular; e para o garoto, é a ejaculação, a confirmação de que sua linha de produção de espermatozoides entrou em ação.

A ejaculação acontece para que os espermatozoides sejam depositados na vagina e tenham a oportunidade de encontrar o óvulo nas tubas uterinas e assim se realizar a fecundação. Quando o garoto começa a ejacular, se ele tiver uma relação sexual, pode engravidar uma garota. No primeiro ano, ele não é muito fértil; ainda tem uma baixa produção de espermatozoides. Mas, mesmo assim, se transar sem proteção, existe o risco de gravidez.

A primeira ejaculação

A primeira ejaculação se chama semenarca ou espermarca. A idade em que ela ocorre é variável, assim como a forma. Enquanto alguns meninos já apresentam ejaculações desde o início da puberdade, outros só a terão no final do desenvolvimento. No entanto, é muito comum que ela ocorra na fase do estirão de crescimento, quando o garoto tem um ganho rápido de altura e o pênis aumenta de tamanho, a olhos vistos.

Para muitos meninos, a expectativa sobre a primeira ejaculação é de um jato muito forte e numa quantidade infinitamente maior do que seria o natural. Muitos garotos têm o desejo de terem uma ejaculação espetacular, por isso é comum a decepção com o primeiro jato.

Certa vez um garoto comparou, decepcionado, a primeira ejaculação à água de coco. Para seu alívio, nas próximas ejaculações, o esperma ficou mais encorpado, com a cor pouco amarelada e um cheiro parecido com o de água sanitária.

 

Quanto à quantidade, aumenta com a maturidade física e a experiência sexual. A quantidade normal de sêmen ejaculado varia em torno de 2,0 a 5,0 ml (o equivalente a uma colher de sopa!).

Esta variação de volume depende do grau e do tempo de excitação. O sêmen é formado por espermatozoides, um pouco de secreção que vem das glândulas seminais (secreção seminal) e bastante secreção que vem da próstata. Quanto mais o homem ficar excitado, e demorar para gozar, mais líquido prostático ele produz, e maior é o volume de sêmen que ele ejacula.

 

 

A primeira ejaculação ocorre, em geral, na masturbação, mas também é muito comum ocorrer durante o sono. Neste caso é chamada de polução noturna.

Polução noturna

Polução noturna é uma ejaculação involuntária que ocorre durante o sono. Quando a primeira ejaculação ocorre dessa maneira, deixa muitos meninos confusos; muitos, ao se verem molhados, acham que urinaram na cama. Não vale a pena a preocupação, pois os adultos sabem que isto acontece com todo homem na adolescência, ou mesmo na fase adulta. A polução noturna é apenas uma forma que o corpo encontrou para eliminar os espermatozoides, quando o garoto passa muito tempo sem se masturbar ou ter relações sexuais, ou quando fica excitado, e dorme sem resolver a situação.

Durante o sono, passamos por vários estágios que vão do sono leve ao profundo. Neste processo, há um momento, chamado de fase REM (Rapid Eyes Moviment ou movimento rápido dos olhos), que ocorre de uma a nove vezes por noite, em que podem ocorrer as ereções fisiológicas para oxigenar os tecidos do pênis. Se o homem tiver sonhos eróticos durante esse período, a polução noturna pode acontecer. É assim que o organismo "se livra" do excesso de sêmen acumulado.

Atenção: o fato de o garoto já ter ejaculado não significa que ele já esteja pronto para iniciar a vida sexual, e muito menos para ser pai. Quando o menino é pressionado a fazer sexo, sem se sentir confiante, o início pode ser desastroso, e, até desprazeroso. É muito importante que cada um respeite o seu tempo e seus sentimentos.

Escrito por: Maria Helena Vilela

Tags: ejaculação,polução noturna,sêmen

O S.O.Sex - Serviço de Orientação Sexual à distância é uma das áreas de atuação do Instituto Kaplan. Criado em 1992, tem como objetivo atender as pessoas que buscam esclarecimentos de suas dúvidas sexuais, por meio de atendimento gratuito e personalizado. Até 2011 mais de 150.000 dúvidas foram esclarecidas e hoje atendemos poEmail. Saiba mais sobre nosso trabalho e resultados.